min para ler
03 de 五月, 2022

Negócios Ambiental

BRK e Waterlution: inovação aberta sob o olhar do saneamento

inovação aberta

Estamos alinhados com o propósito da BRK de transformar a vida das pessoas ao levar saneamento para muito além do básico, e com o comprometimento do CESAR por inovação para ajudar negócios a transformarem organizações e a vida das pessoas.- Karen Kun, Presidente e Fundadora  da Waterlution

A BRK é uma das maiores empresas privadas de saneamento do país e está presente em mais de 100 municípios, beneficiando a vida de 16 milhões de pessoas. Juntamente com a Waterlution, organização não-governamental canadense focada em inovação e empreendedorismo para soluções relacionadas à água e mudanças climáticas, firmaram uma parceria com o CESAR que já rendeu muitos projetos inovadores e soluções inteligentes. 

Desta vez, o intuito da parceria teve um elemento a mais: incentivar a inovação aberta, articulando demandas do mercado relacionadas ao consumo e tratamento da água e esgoto, enquanto se observavam os critérios ESG, tão importantes para a sustentabilidade e responsabilidade social. 

O que é ESG e quais são os seus critérios? 

ESG é uma sigla em inglês para Environmental (meio ambiente), Social e Corporate Governance (governança corporativa). Os critérios ESG são um conjunto de padrões ambientais, sociais e de governança que devem guiar as operações de uma empresa socialmente consciente, ao buscar aumentar os investimentos em potencial. 

O programa desenvolvido pelo CESAR com a BRK e a Waterlution observou, principalmente, os critérios ambientais e sociais da ESG. Isto porque, além de ter buscado promover boas práticas relacionadas à conservação dos recursos naturais, o programa também contribuiu para a criação de relacionamentos com as comunidades onde as organizações operam, visto que foram criadas novas oportunidades de negócios para startups e envolvimento de trabalhadores no ramo da água. 

Incentivo à inovação aberta

Toda empresa opera dentro de uma sociedade ampla e diversificada e, para promover o protagonismo no cenário da inovação aberta - open innovation, é necessário olhar para o ecossistema ao redor em busca de novidades. A BRK acredita que esse é o caminho para acelerar soluções complexas. O saneamento, setor em que atua, tem diversos desafios. Por isso, a BRK buscou no meio externo parceiros, recursos e tecnologias que tivessem sinergia com os projetos de inovação para seus produtos e serviços. 

Assim, o CESAR e a Waterlution se juntaram à BRK para formar essa rede e co-desenvolver um programa voltado para identificar startups nacionais que resolvessem desafios relacionados aos problemas do setor de água e saneamento, os quais a BRK desejava se envolver para solucionar, operando em torno do incentivo à inovação. Essa iniciativa foi denominada Waterlution BRK Acelera. 

Desafio: otimizar o consumo e distribuição de água, garantindo saneamento de qualidade 

A intenção da BRK era entender como distribuir água pelo país e fazer isso com excelência operacional, tendo em mente que existe uma grande camada de pessoas que precisam ser contempladas. 

Dentre as dores identificadas no setor, estavam a quantidade de energia que a empresa consome, os resíduos descarregados, o armazenamento de informações, o custo operacional, a relação da empresa com pessoas e instituições nas comunidades onde opera, e as consequências da operação para o meio ambiente. Pensando nisso, foram identificados 6 desafios que a empresa buscava propor às startups: 

  • Relacionamento com cliente; 
  • Coleta e tratamento de esgoto; 
  • Eficiência na produção e distribuição de água; 
  • Digitalização de dados; 
  • Eficiência operacional; 
  • Novas fontes de energia. 

Além dos desafios propostos, a Waterlution enfatiza, através deste programa alguns dos seus objetivos gerais: 

  • Equipar jovens profissionais para criar e liderar o futuro da segurança hídrica e adaptação 
  • Facilitar e energizar a colaboração global inclusiva em água e mudanças climáticas, elaboração de soluções e inovação.   
  • Reforçar a mobilização global através de conhecimento sobre água e mudanças climáticas.  
  • Apoiar a comunidade global para avançar em direção aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) relacionados à segurança da água, clima e eqüidade.

Nossa abordagem: um programa de aceleração de startups 

Somos especialistas em inovação e impulsionamos o trabalho em rede, e o programa Waterlution BRK Acelera foi um grande exemplo disso. Para tirá-la do papel, trabalhamos com  a Waterlution devido a sua grande experiência em soluções inteligentes e colaborativas para o setor de de água e saneamento, entendimento fundamental para as necessidades da BRK. 

Estamos focados em transformar a visão da inovação no Brasil, depois de 5 anos de atuação no país, consideramos indispensável que o setor de água e saneamento seja cada vez mais contemplado em programas multidisciplinares. O Acelera é uma oportunidade de reafirmar este ideal ao passo que treinamos jovens brasileiros para o pensamento sistêmico e diverso.  - Igor Vieira, Coordenador de Programas da Waterlution. 

O programa começou com o levantamento dos desafios, abertura do "chamamento" de startups,  seleção e avaliação. O programa recebeu inscrições do país inteiro e, após uma análise apurada, 7 foram selecionadas para a jornada. Os eixos das startups selecionadas foram: eficiência operacional na produção e distribuição de água, relacionamento com cliente, e coleta e tratamento de esgoto. 

O período de acompanhamento das startups com a Waterlution e o CESAR durou 3 meses. Durante esse tempo, elas puderam contar com o apoio de mentores e facilitadores de ambas as empresas, além de padrinhos da BRK. O programa desenhado pelo CESAR continha: 

  • Diagnóstico das necessidades; 
  • 5 workshops evoluindo ao longo do tempo; 
  • 6 consultorias individuais por time (com mentores de negócios e design do CESAR para acompanhar a evolução desses times mais de perto); 
  • 4 Consultorias coletivas - para acompanhar a evolução em conjunto dos times;
  • 20h de mentorias técnicas com profissionais do CESAR para ajudar no desenvolvimento do produto; 
  • Sessões específicas de mentorias relacionadas a soft skills, como formas de se comunicar, se posicionar e falar em público. 

O programa apoiou startups mais maduras no ramo de água a partir da perspectiva de criação de novas oportunidades de negócios, fazendo uso de práticas de Lean Startup, Design Thinking, experimentação e outras metodologias, com o propósito de se criar um novo negócio alinhado às prioridades estratégicas da BRK. 

Dessa forma, o programa foi desde a validação de problemas até a construção de um mínimo produto viável - MVP. Para tal, foi usado um processo de experimentação rápida para validar problemas e ideias. Ao fim, os times e empresas se juntaram novamente para a realização de um demoday, evento que marca a apresentação das soluções trabalhadas ao longo do programa. 

Resultados alcançados 

As sete startups ofereceram soluções que contemplavam: 

  • Redução de perdas pelas empresas; 
  • Predição de escassez hídrica; 
  • Predição automática de vazamento; 
  • Estruturação de cidades inteligentes; 
  • Redução de gasto energético; 
  • Melhoria de qualidade da água; 
  • Produção de biocombustíveis e energia verde; 
  • Eficiência no tratamento de água. 

Tudo isso com o auxílio de inteligência artificial - IA, machine learning e IoT (internet das coisas) para o oferecimento de diagnósticos que analisam de forma estratégica essas informações e devolvem insights preciosos para tomada de decisões mais assertivas.

Temos interesse no desenvolvimento de POC em nossa operação para validar efetivamente o benefício dessas inovações no nosso contexto de negócio. O avanço dessas conversas demonstra que o programa de aceleração cumpriu com seu objetivo de impulsionar o empreendedorismo e de trazer soluções inovadoras para o setor de saneamento. Denise Pithan, coordenadora de inovação na BRK.

A partir da experiência da equipe da rede CESAR + BRK + Waterlution, os participantes puderam conhecer na prática os desafios do mercado, o que contribuiu com o aprimoramento e amadurecimento das soluções. Assim, as startups tiveram a oportunidade de entender melhor o funcionamento do setor e saíram com um nível de maturidade de negócio muito superior ao que começaram o programa. 

O programa reforçou o compromisso das três empresas parceiras com a inovação aberta, ao estimular o investimento em novos projetos e a aceleração de startups capazes de tornar as operações de água e esgoto mais eficientes. A BRK também demonstrou o interesse em adotar as soluções propostas, então além de construtivo, foi um programa que gerou oportunidades de negócios para a empresa. 

A pré-aceleração de 07 startups do setor de água e saneamento sem dúvidas fez o CESAR, a Waterlution e a BRK desenvolverem um olhar mais profundo sobre inovação relacionada a ESG e a Agenda 2030 para o desenvolvimento sustentável. O programa proporcionou a troca de conhecimentos para melhorar os serviços de água e esgoto no Brasil. 

O case de sucesso da Waterlution BRK Acelera despertou seu interesse em promover um programa de inovação aberta na sua empresa?

O CESAR pode ajudar a acelerar suas ações de open innovation, formar
parcerias assertivas e aproximar a sua empresa de ecossistemas relevantes de inovação para criar soluções estratégicas e inovadoras que atendam às suas necessidades e transformem o futuro do seu negócio e da sociedade. Para desenhar o seu programa personalizado e cocriativo com o CESAR, entre em contato com a gente. FALE COM UM CONSULTOR

添加评论