min para ler
02 de Maio, 2022

Pessoas Notícias CESAR

CESAR passa a integrar a maior iniciativa voluntária de sustentabilidade corporativa do mundo

Mulher negra olhando para o horizonte

O CESAR acaba de ingressar na Rede Brasil do Pacto Global, iniciativa da Nações Unidas (ONU) para mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção, em suas práticas de negócios, de Dez Princípios universalmente aceitos nas áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e combate à corrupção. Com a criação dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), o Pacto Global também assumiu a missão de engajar o setor privado nesta nova agenda.
 
Os conceitos, a métrica e os indicadores do Pacto já são realidade aqui no CESAR. Com um horizonte não apenas a ser seguido, e sim multiplicado e reverberado em todas as nossas ramificações. A governança ambiental, social e corporativa (ESG) tem sido realizada em prática, como a criação do Comitê de Inclusão e Diversidade da área de Cultura; a mensuração das emissões de GEE (emissão de gases do efeito estufa), o acompanhamento do fornecimento de água nos prédios do Recife, o que representou a valiosa conquista da regularização do abastecimento via Compesa (Companhia Pernambucana de Saneamento). Durante muitos anos, adquiríamos água em caminhão pipa, o que acarretava uma baixa capacidade de controle do líquido consumido. O consumo de água em litros é um indicador importante para aferir a geração de efluentes (esgoto). 

Sobre essas ações de ESG, Roberta Fernandes, Diretora de Cultura, Comunicação, Diversidade e Sustentabilidade do CESAR: “Aprovamos, no planejamento atual, uma diretriz de que o CESAR tem que ser uma empresa inclusiva, diversa e sustentável. Isso significa que podemos pensar em ações práticas para mexer na instituição. Criamos um comitê para tratar exclusivamente de inclusão e diversidade, aprofundamos o trabalho de conscientização para as práticas sustentáveis e hoje. Esse é o trabalho de formiguinha, diário e coletivo, para transformar, efetivamente, a cultura organizacional”. 

No ano passado, nós também entramos no Mercado Livre de Energia em dois dos nossos prédios, garantindo consumo de fonte de energia renováveis. "O Mercado Livre de Energia é uma como uma bolsa de valores, um ambiente de comercialização onde nós, consumidores, podemos negociar preço e quantidade de energia para comprar por um período que pode ser de dois, três, quatro anos ou o tempo que for necessário", explica Catarina Kiss, Coordenadora de Facilities do CESAR. 
 
Criado em 2000, o Pacto Global foi idealizado pelo ex-secretário-geral da ONU Kofi Annan e dá aos membros acesso a ferramentas que contribuirão para ampliar o envolvimento do CESAR com os temas de sustentabilidade e com as discussões na área. Também possibilita a participação em programas locais e internacionais, dentre os quais os grupos temáticos que conduzem projetos nas áreas de Água, Alimentos e Agricultura, Anticorrupção, Direitos Humanos e Trabalho, Energia e Clima e ODS. Com mais de 17 mil participantes em quase 170 países, a iniciativa conta com mais de 1300 membros no Brasil, país que possui a terceira maior rede no mundo.
 
Ao integrar o Pacto Global, nós nos comprometemos a comunicar nosso progresso em relação aos 10 princípios.  Assim, a iniciativa estimula a evolução constante das práticas internas de sustentabilidade. 


Conheça nossas ações em ESG através do nosso Relatório Socioambiental (2021)

Nossa entrada formalizada no Pacto Global

Conheça os dez princípios.  

Comentar

Receba em primeira mão nossos conteúdos sobre inovação.

Cadastre-se ao lado na nossa newsletter

Seu cadastro foi efetuado com sucesso!

Houve algum problema, favor tentar novamente mais tarde!

Ao informar meus dados, eu concordo com a Política de Privacidade.