Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco: promovendo uma formação inovadora no ensino público

Estudantes do ETE Porto Digital em dinâmica na CESAR School (A foto foi feita antes da pandemia da Covid-19)

Em 2020, o setor de tecnologia foi o que mais gerou vagas, com aumento de 310% em relação a 2019, segundo a GeekHunter – empresa especializada em contratação de profissionais de TI. Apesar desse crescimento, o déficit de profissionais na área se intensificou e segundo a Brasscom, das 70 mil vagas ofertadas anualmente pelo mercado, existem apenas cerca de 46 mil pessoas com perfil para preenchê-las.

Por meio de projetos internos, a Escola de Referencia Em Ensino Médio do Porto Digital já demonstrava potencial para a área de TIC. Mas, apesar de estar fisicamente localizada no parque tecnológico, ainda não estava conectada às atividades de inovação do ecossistema.

Para promover uma educação inovadora e uma maior empregabilidade aos estudantes, a parceria da CESAR School com a Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco (SEE-PE) buscou compreender as habilidades e competências necessárias ao contexto do mercado de tecnologia da informação e comunicação, levando à implementação de um curso com uma formação alinhada ao mercado de trabalho das empresas de tecnologia. 

O CESAR é um parceiro estratégico para a ETE Porto Digital. Além de toda sua expertise, fez com que as portas do ecossistema do Porto Digital fossem abertas para as oportunidades, dando visibilidade aos nossos estudantes e a nossa escola e consequentemente oportunizando que os alunos ingressarem no mercado de trabalho. ” Marcos Moraes – Ex gestor da ETE Porto Digital

Impulsionando a empregabilidade   

Para diminuir cada vez mais o hiato entre as vagas na área de TIC o foco do projeto era promover uma maior empregabilidade aos estudantes. Desta forma foi proposto o curso técnico em Desenvolvimento de Sistemas com ênfase em Novas Tecnologias e, consequentemente, à transformação para Escola Técnica Estadual Porto Digital. 

Foram dois meses de concepção de uma matriz curricular com foco nos perfis de programação, design e empreendedorismo. Incluindo o desenvolvimento das competências socioemocionais, essenciais para que estudantes consigam lidar com os desafios futuros. Tudo isso conciliado com os conteúdos do currículo regular (que contempla matérias como português, matemática, história, dentre outras). 

“Duas coisas me chamaram a atenção, a primeira foi o esmero que o CESAR teve em construir o currículo do curso da escola, sempre procurando dar significado ao aprendizado do estudante por meio de conteúdos que contemplam a realidade. E o segundo impacto foi a receptividade,  e a capacidade técnica de cada um de seus colaboradores.” João Paulo Costa – Diretor da ETE Porto Digital

Estudantes do ETE Porto Digital e equipe da CESAR School (A foto foi feita antes da pandemia da Covid-19)

A abordagem metodológica do curso busca também contribuir para que exista um maior protagonismo estudantil por meio do processo de aprendizagem Project Based Learning (PBL)

No PBL, estudantes constroem seu conhecimento na prática, através de um olhar crítico sobre os problemas reais da sociedade. Desenvolvendo, dentro da sala de aula, projetos que buscam soluções e oportunidades para os desafios do seu cotidiano. Assim, docentes estimulam estudantes a desenvolverem a colaboração, liderança, criatividade e pensamento crítico.

“Fazer o ensino médio técnico na ETEPD foi essencial para compreender a área que eu queria seguir para minha vida. O suporte que foi dado pelo CESAR School através da equipe incrível de professores com ótimas metodologias e que sempre buscaram incentivar os alunos foi muito importante na minha decisão profissional.” Cibele Benício Lourenço, ex aluna da ETE Porto Digital

Resultados que transformam vidas

Como resultado inicial desse projeto, dentre 126  estudantes que concluíram o ensino médio técnico em 2020, 38 já conseguiram vagas em Universidades públicas federais e estaduais.

Uma dessas pessoas concluintes também foi contratada por uma grande empresa do Porto Digital. Um dos projetos desenvolvidos por alunas da escola, chamado de Twogether, que tem como objetivo de ser um facilitador de compartilhamento de informações gestacionais e funcionalidades sincronizadas entre a gestante e o parceiro ou a parceira, chegou à final regional do Technovation Challenge.

Conexão e ganho de escala

Toda a comunidade escolar também foi conectada ao ecossistema de inovação do Porto Digital por meio de diversas atividades como: participações em Hackathons (Makers Rush, Startup Seam, Technovation Challenge), visitas às empresas e participação em cursos através de parcerias com outras organizações do Porto Digital.

Através da formação docente, o projeto continua em parceria com a  Secretaria de Educação e Esportes de Pernambuco, onde a equipe da CESAR School passou a assumir uma posição de mentoria para docentes do estado

Assim, o programa transformou-se em política pública, possibilitando que docentes que participam da residência possam assumir o currículo técnico e escalar para outras escolas públicas da rede estadual, como já ocorreu na Escola Técnica Estadual Ginásio Pernambucano.

 

Gostou desse case?

Gostaria de entender como aplicá-lo à realidade da sua empresa? Fale com um de nossos consultores.
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *