Inova.Camp Afro desenvolve carreira de pessoas negras e premia grupo com R$ 5 mil e mentoria gratuita

Inova.Camp Afro desenvolve carreira de pessoas negras e premia grupo com R$ 5 mil e mentoria gratuita

Promovido pelo CESAR, o bootcamp é focado no protagonismo e inclusão social em um Brasil cujo 54% de sua população é negra

Mais de 50 pessoas participaram do Inova.Camp Afro, projeto que desenvolve e potencializa a carreira de pessoas negras idealizado pelo CESAR, centro de inovação que há mais de duas décadas forma profissionais e impulsiona organizações. O bootcamp, cujo propósito é incentivar seus participantes a propor resoluções para problemas sociais como preconceito, falta de inclusão e desigualdade no mercado de trabalho, forneceu certificados para as pessoas participantes e um prêmio de R$ 5 mil acompanhado de 6 meses de mentoria gratuita em empreendedorismo. 

 

O desafio, realizado em formato online, contou com a participação de 7 grupos que, após imersão em assuntos como transformação digital, inovação e empreendedorismo, propuseram ideias bastante pertinentes. Desde uma plataforma focada na saúde mental de pessoas negras, com atendimento de psicólogos e psicólogas também de raça negra, até o projeto vencedor, o Batuquee, aplicativo criado para conectar pessoas profissionais independentes do meio musical pernambucano (a maioria de artistas, músicos e músicas e pessoas produtoras de raça negra do estado) e incentivar o empreendedorismo de cada uma delas.

 

Fora o app Batuquee, tivemos as seguintes soluções:

  • Filtro Negro > Rede que conecta pessoas negras com vagas do mercado e promove um ambiente de troca de saberes entre elas;
  • Carolinas > Ferramenta para suporte na criação de currículos de pessoas negras e de alertas de cursos e vagas em aberto;
  • FormAFRO > Plataforma de inclusão social em vivências tecnológicas, que busca promover o protagonismo e a formação de talentos de pessoas negras;
  • Meu Corre > app que ajuda pessoas estudantes negras a ganharem renda extra através do afroempreendedorismo;
  • Orí > aplicativo que busca facilitar a conexão entre pessoas negras e psicólogos e psicólogasde raça negra e antirracistas a fim de diminuir o sofrimento psicossocial através da terapia;
  • Afro.Impact > startup que tem o objetivo de combater o racismo institucional dentro das organizações.

 

Prêmio e reconhecimento

 

Todas as pessoas participantes receberam um certificado salientando as competências que aprenderam e o grupo vencedor foi premiado com um cheque no valor de R$ 5 mil e 6 meses de mentoria gratuita com profissionais do CESAR para impulsionar seus negócios. No discurso de abertura do evento de conclusão do desafio, Fred Arruda, CEO do CESAR, destaca a relevância de iniciativas como o Inova.Camp Afro, que foi realizado em um momento crítico, em meio a uma pandemia e uma crise econômica que têm intensificado injustiças sociais em um país já muito desigual.

 

“É nosso objetivo contribuir, cada vez mais, para uma sociedade mais inclusiva, mais justa e menos desigual. Vamos trabalhar sempre para que todas as pessoas tenham acesso ao máximo de oportunidades no mercado e sejam reconhecidas por seus méritos”, diz Arruda. Roberta Fernandes, diretora de cultura, comunicação e diversidade do CESAR, salienta a contribuição dos participantes para um futuro melhor. “Foi uma jornada de construção muito além do certificado e da premiação”, diz. “Os integrantes tiveram a oportunidade de pensar em construir um futuro mais justo e possível, principalmente, para a juventude negra.”

 

*Fonte: Relatório IBGE 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.cesar.org.br/wp-content/uploads/2018/08/IMG_9090-1.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}