Praxio compra startup Fusion, acelerada no CESAR Labs

Praxio compra startup Fusion, acelerada no CESAR Labs

A Praxio, uma das principais desenvolvedoras de software para o segmento de transporte do país, comprou a Fusion, startup nascida nas bancas da Universidade Federal de Pernambuco. A empresa desenvolveu um sistema que monitora a logística de distribuição e entrega de produtos e foi acelerada no CESAR Labs, braço de experimentação e empreendedorismo do maior centro de inovação e transformação digital do país, sediado em Recife (PE).

O valor do negócio não é revelado, mas a startup tem faturamento estimado mais de R$ 10 milhões anuais e cerca de 400 clientes. “Quando iniciamos o processo de aceleração a carteira contava com apenas 3 clientes”, recorda Eiran Simis, responsável pelo processo. “O nosso maior desafio foi consolidar todos os produtos numa única e robusta solução.”

Batizada Fusion DMS, a solução reúne softwares de gestão de entregas e acompanhamento das rotas em tempo real. Além de roteirizar as entregas, também é capaz de monitorar o plano de distribuição das mercadorias e oferece um aplicativo para controlar a jornada de trabalho dos motoristas remotamente.

Segundo Simis, o conhecimento transmitido por diversos mentores é o pilar numa aceleração, mas não se pode deixar de destacar a importância dos investidores anjos que acreditaram no potencial do negócio lá atrás, quando tudo começou e não havia capital. “A venda da nossa participação na Fusion significa o coroamento de uma parceria vencedora, prazerosa e lucrativa com o CESAR Labs. Tenho muito orgulho em integrar o time dos primeiros que acreditaram nesta iniciativa”, diz Yves Nogueira, um dos investidores anjo.

O CESAR Labs desenvolve projetos e soluções para toda a cadeia de inovação, que vai desde a ideação, passando pela concepção e prototipação, até a entrega dos produtos para empresas dos mais diversos segmentos. “Nossa meta é estimular a criação de novos empreendimentos com tecnologia de ponta, além de acelerar startups que necessitem evoluir aspectos de seu modelo de negócios”, diz Filipe Pessoa, coordenador do Labs.

Quem passou pelo processo aprova: “Sem o CESAR não teríamos conseguido percorrer este caminho”, afirma Emílio Saad Neto, da Fusion. Para ele, a aceleração no CESAR Labs foi um divisor de águas. “Ajustamos a estratégia, pivotamos o produto e saímos para o mercado muito mais eficientes”, avalia.

Ele ressalta que a venda de 100% do negócio para a Praxio não o tira da frente do negócio. “Há uma sinergia enorme pois venderemos os produtos da Fusion na área de transportadoras que a Praxio domina e traremos os produtos deles para o mercado de distribuição, aonde somos fortes.”  No final, diz Saad Neto, todos saem ganhando, mas o melhor beneficiado será o cliente.

A Fusion é quarta aquisição da Praxio, que comprou também a HiveCloud, Autumm e Avacan, num valor total investido de R$ 75 milhões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.cesar.org.br/wp-content/uploads/2018/08/IMG_9090-1.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}