Design: a ferramenta certa para muitas soluções

Design: a ferramenta certa para muitas soluções

O Design é um grande somador de valores, estratégias e soluções para diversas áreas. Em um momento que exige novas medidas, inovações aceleradas e revisão das formas de convívio, o Design entra como peça fundamental em todo o processo. “Acredito que por ter essa abordagem projetual, por pensar no todo, facilitando novas descobertas, novas possibilidades, ele se sobressai. A gente sai das limitações e olha para as oportunidades”, diz o professor da graduação em Design da CESAR School, Luiz Araújo.

Designer de Interação do CESAR, Willian Grillo diz que essa área do conhecimento é mais talhada a lidar com incertezas por ter processos de solução de problemas que se apoiam em ciclos menores de descoberta, experimentação e entrega. Dessa forma, os designers abordam desafios e uma maneira a reduzir o tempo de exposição das soluções ao seu público, aprendendo com os erros e repetindo os ciclos para evoluir a solução. “Isso mitiga riscos, reduz custos e principalmente, envolve os públicos mais cedo na construção”, resume.

Grillo explica ainda que trazer essas etapas para o processo de inovação possibilita que o Design consiga colaborar muito nas etapas de geração de ideias, da transformação dessas ideias em conceitos e, principalmente, na experimentação dos mesmos e no aprendizado que vai levar a transformação de um conceito em uma solução que possa ser implementada como produto, serviço ou processo.

Para Luiz Araújo, o designer, imerso nesses entendimentos, faz investigações bastante promissoras sobre possibilidades que podem se tornar acertos. “Temos preparo sobre essa expectativa. Diferentemente de outros campos que enxergam de uma forma um pouco mais restrita, linear, o designer tem a perspectiva de sair do nosso e ir para outros campos”. Para Araújo, essas possibilidades só serão efetivas se observarem a realidade de cada local. A perspectiva é de empatia, de investigação e de técnicas acertadas. “Aí apresentamos soluções criativas e viáveis, tanto técnica como financeiramente”.

Grillo explica que o pensamento de Design, conhecido como Design Thinking, é amparado em três grandes pilares: empatia, colaboração e experimentação. “Isso significa estar muito mais próximo da realidade do desafio que você se propõe a resolver. E essa proximidade vale para as esferas humana, tecnológica e de negócios. O Design como modelo mental consegue trafegar muito mais rapidamente entre o que o usuário ou cliente espera, o que a tecnologia consegue entregar e o que a empresa gostaria de ter como resultado”. 

Processos

Segundo Luiz Araújo, desde sua formação, em 1994, houve uma grande evolução sobre a compreensão da importância dos processos do Design. “Eu sempre digo que se você procurar bons livros da área, não vai encontrá-los nas prateleiras de Design das livrarias, mas nas de Administração, Publicidade, Marketing, Estratégias de negócios. Esse simples exemplo mostra o quanto o Design é importante para as empresas para estabelecer estratégias, promover soluções”.

O mercado está começando a demandar Design, mas acredito que ainda estamos em um momento de transição quando falamos na compreensão do mercado em relação ao processo de design”, diz Grillo. Ele analisa que a situação fica bem evidente quando se fala que o principal elemento na abordagem de design são os ciclos menores de descoberta, experimentação e aprendizado, que devem ocorrer sucessivamente para que a solução possa evoluir cada vez mais robusta. “No entanto, acabamos sendo cobrados para entregar tudo em apenas um ciclo. No fim das contas o mercado ainda está encaixotando o processo de design dentro de uma abordagem tradicional de gestão de projetos, o que acaba por reduzindo bastante o potencial do impacto da utilização do processo de design”.

There are 2 comments
  1. Leonardo Lira Campos

    Gostaria de mais informações

  2. WELLINGTON SOARES DE ALBUQUERQUE

    Bom dia prezados,

    Gostaria de saber mais sobre o curso de Design.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://www.cesar.org.br/wp-content/uploads/2018/08/IMG_9090-1.jpg);background-size: initial;background-position: top center;background-attachment: initial;background-repeat: initial;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 650px;}